Varandas recorda época de Bruno de Carvalho com Marco Silva: “Não me lembro de ver a histeria que há hoje”

Frederico Varandas puxou pela memória para lembrar aos sportinguistas que a atual situação do Sporting não é a pior dos últimos anos. O atual presidente do Sporting recordou a passagem de Marco Silva pelos ‘leões’ na direção liderada por Bruno de Carvalho, para lembrar que, nessa altura, a equipa de Alvalade tinha os mesmos pontos que agora à 10.ª jornada mas estava em pior situação na tabela.

“Muito se tem falado do ‘desastre’ que tem sido o arranque desta segunda época. Mas chamo a vossa atenção para o seguinte: na segunda época da anterior direção, quando Marco Silva era o treinador, à 10.ª jornada, sabem quantos pontos tinha o Sporting? 17. Sabem quantos tem este ano, exactamente à mesma 10.ª jornada? Também 17. Mas hoje estamos em 4.º lugar e na altura éramos 8.º classificado. Não me lembro de ver a histeria que há hoje. Não me lembro deste ruído. Ainda para mais quando fizemos no nosso primeiro ano a melhor época desportiva dos últimos 17”, lembrou Varandas, durante o seu discurso na gala ‘Rugidos de Leão’.

Para Varandas, há uma explicação para este ruído à volta do Sporting.

“Primeiro porque a maioria dos sportinguistas é silenciosa. Nas derrotas sofre, fica triste, mas não ameaça, não insulta e põe sempre os interesses do Sporting acima de tudo. Pode ser silenciosa mas essa maioria diz sempre presente quando o Sporting precisa. Sempre. (…) Depois existe uma minoria ruidosa que não aceita viver com as regras da democracia e que desrespeita a legitimidade da vontade da maioria dos sócios do Sporting”, atirou.

Ainda no seu discurso, Frederico Varandas garantiu que o Sporting está melhor do que quando entrou no clube, quer desportiva quer financeiramente. E destacou alguns dados que comprovam as melhorias registada desde que assumiu a liderança.

“O Sporting está melhor porque, ao contrário do que muitos diziam, fizemos com grande sentido de responsabilidade, competência e discrição a renegociação de uma reestruturação financeira histórica e decisiva para o futuro do clube. Renegociação essa que permite ao Sporting tão só e apenas aumentar a participação no capital da SAD até próximo dos 90 por cento. E já se nota que há gente a tremer com essa possibilidade! […] Estamos a bater recordes nas receitas na área comercial, merchandising, área corporate e terminaremos este ano como o melhor de sempre nesta área”, frisou.

Fonte: https://sapo.pt

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter