Sem resultados, “o melhor poderá ser mesmo” a saída de Inácio

Portugal

Sem resultados, “o melhor poderá ser mesmo” a saída de Inácio

Jorge Duarte lembra que o treinador “é sempre o elo mais fraco” quando a equipa ocupa uma “classificação incómoda”

A derrota com o Tondela (0-1), em jogo antecipado da nona jornada, agravou a situação de Augusto Inácio no Aves. Jorge Duarte, antigo jogador do clube, lembra que o treinador é sempre “o sacrificado” quando os resultados não aparecem.

Em entrevista à Renascença, Jorge Duarte admitiu que Inácio poderá não ficar muito mais tempo no banco avense.

“Uma vez que não vemos melhoria de resultados, o melhor poderá ser mesmo a equipa técnica ser preterida”, defendeu

Após a vitória sobre o Marítimo (3-1), na segunda jornada, o Aves só perdeu. Um ciclo “preocupante” que afundou a equipa no último lugar do campeonato

O antigo jogador disse acreditar os dirigentes do Aves estarão “a ponderar qual o melhor processo para tentar sair desta classificação incómoda”, tanto mais que o plantel foi feito “com atenção” e tem “alguns jogadores de qualidade”.

“O treinador é sempre o elo mais fraco .Quando não existem resultados, por norma, a equipa técnica é a sacrificada”, concluiu Jorge Duarte.

Fonte: https://bancada.pt

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter