“Para se estar num clube destes não se pode ter medo”

Jorge Silas já é o novo treinador do Sporting. O técnico português foi formalmente apresentado esta sexta-feira, poucas horas após a derrota diante do Rio Ave (1-2), em jogo referente à fase de grupos da Taça da Liga. 

Perguntas para Silas 

Balneário que espera encontrar: “É o balneário que encontrei toda a vida. 30 anos como jogador e não há nada no balneário que seja segredo para mim. Não vamos ter grandes problemas. Temos gente profissional e com ambição. Não podemos pedir muito mais. Estamos à espera de gente que queira trabalhar. O que eles mais querem é ganhar. Nós, treinadores e jogadores, sofremos muito com os resultados. Queremos qualidade de vida. Queremos sair à rua e ouvir elogios. Como conseguimos isso? Ganhando!” 

É preciso milagres?: “Eu acredito nestes jogadores. Acho que não é preciso milagres. Milagres com esta equipa e com estes jogadores? Não é preciso. Todos os jogadores têm uma história como nós temos. Por alguma razão eles estão aqui. De certeza que noutros tempos estiveram a um nível muito forte. Nós não vamos sacar nada que eles não tenham. Vamos à procura do que eles têm dentro deles. É preciso trabalho. Tenho a certeza absoluta que o Leonel trabalhou, mas não teve muito tempo. É preciso ouvir o que os jogadores sentem.” 

Momento negativo do Sporting: “Vocês sabem que nós somos atrevidos porque somos ambiciosos. Nunca hesitámos. Confiamos muito nas nossas capacidades. Toda a gente tem de acreditar nela. É arriscada, arrojada. Nós sabemos disso e acreditamos nisso. A nossa maneira de jogar dá prazer aos jogadores e depois isso dará prazer aos adeptos. Toda a gente tem de acreditar. Aos poucos, não vai ser de um dia para o outro. Medo temos zero. Nós não temos medo. Para se estar num clube deste não se pode ter medo. Temos que ser atrevidos e ambiciosos. Sabemos dos riscos e temos de estar preparados. Os jogadores vão gostar. Se eles não acreditaram, não há hipótese nenhum. Mas eu acho que eles vão acreditar…” 

O que sente por assinar pelo Sporting: “Na minha carreira como jogador, houve momentos que marcaram. Um deles aconteceu quando tinha 13 anos e fui dispensado do Sporting. Foi a maior desilusão de toda a minha carreira. Depois, isso deu-me força para poder ser profissional. Na altura foi uma dispensa justa. Depois de tantos anos, ocupar este cargo tão importante. Não vou esconder o meu passado. Joguei dois anos aqui e poder ter a oportunidade de elevar o Sporting para um patamar superior enche-nos de orgulho, mas sabemos a responsabilidade que temos.” 

Silas: 

“É importante que saibam que nesse ano fiz dois golos ao Sporting e roubei-lhe pontos. Apesar de ser do Sporting, era profissional e respeitava o U. Leiria. 

Estamos muito contentes e surpresos até. Saímos de um clube há pouco tempo e não pensávamos que fôssemos logo receber um convite de um clube como o Sporting. Passados três semanas, estamos a treinar no Sporting. Estamos muito contentes.”

Frederico Varandas: 

“Boa tarde a todos, 

Vou falar sobre o assunto do dia, que é a apresentação da equipa técnica. Sobre outros assuntos, falarei amanhã. 

Estamos frustrados por hoje o Sporting não ocupar o lugar correspondente à valia deste grupo. 

Uma palavra especial ao mister Leonel Pontes que assumiu de uma forma transitória e fê-lo com grande profissionalismo e com grande dignidade. Fez o melhor que conseguia. 

Hoje estou a apresentar a nova equipa técnica do Sporting. Equipa jovem, com competência, com coragem e com muita vontade de aqui estar.

A primeira vez que eu vi o mister Silas, na altura jogador do U. Leiria, foi em 2002 na praça do Rossio a festejar o título do Sporting.”

12h56: Agora, sim. Silas já está no relvado de Alvalade. 

12h45: A cerimónia irá decorrer no relvado de Alvalade, mas até ao momento apenas os jornalistas estão presentes. 

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter