“Fiquei chocado ao ouvir que o juiz atirou a responsabilidade para a PJ”

Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do FC Porto, apontou, esta quarta-feira, o dedo ao Tribunal da Relação de Lisboa, pela decisão de não levar a SAD do Benfica a julgamento no chamado caso e-Toupeira.

Em declarações prestadas à imprensa à margem da apresentação de um livro no Palácio da Bolsa, no Porto, o líder máximo dos dragões disse não ter ficado surpreendido, mas sim entristecido.

“Ouvi agora na rádio uma coisa que me entristeceu, de dizer que o juiz atribuiu à Polícia Judiciária a culpa de não ter feito bem o seu trabalho. Ouvi na rádio, não sei se disse ou escreveu”, afirmou.

“Acho lamentável, se há entidade que merece todo o respeito e tem história e trabalho exemplar é a PJ. Se foi para atirar a responsabilidade para cima da PJ é realmente lamentável”, acrescentou.

A terminar, Pinto da Costa reforçou a mensagem: “Não me admirou nada. Só fiquei chocado em ouvir na rádio o juiz que se defendeu da sua decisão, atirando a responsabilidade para a PJ”.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter