Presidente da UEFA comentou ataques em Alcochete e rescisões

Aleksander Ceferin, presidente da UEFA, comentou ao jornal Record o ataque de Alcochete.

O líder do organismo revelou ter ficado chocado e preocupado com o que aconteceu, falando ainda acerca das rescisões: “Este é um caso da Federação Portuguesa de Futebol. Já falei com o Fernando Gomes e ele está muito preocupado com o que aconteceu. Não sei detalhes, mas ficámos todos chocados com o ataque”.

Giorgio Marchetti, secretário-geral adjunto da UEFA, também comentou acerca das rescisões dos jogadores: “É uma questão contratual. Sei que alguns rescindiram, alegando justa causa. Se és agredido no balneário da tua própria equipa…imagino que eles acharam que tinham justa causa para rescindir. Isto funciona da mesma forma para outras categorias. Se és um empregado e és agredido pelo teu patrão, talvez tenhas justa causa. É uma questão legal, no âmbito da FIFA, e só a FIFA poderá determinar. Não podemos expressar opinião”.

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter