“Podíamos ter jogado 900 minutos que o United não marcava”, diz José Mourinho

Grande Futebol

“Podíamos ter jogado 900 minutos que o United não marcava”, diz José Mourinho

José Mourinho estreou-se como treinador do Chelsea, a 15 de agosto de 2004, com uma vitória por 1-0 sobre o Manchester United. Quinze anos depois, o ‘Special One’ garantiu que a equipa de Alex Ferguson não marcaria nem que o jogo tivesse “900 minutos”.

Eidur Gudjohnsen marcou o único golo numa partida em que os ‘red devils’ dominaram, mas deixaram os três pontos em Stamford Bridge.

Em entrevista ao Coaches’ Voice, Mourinho afirmou que esse clássico de agosto de 2004 poderia ter dez vezes o tempo regulamentar que, ainda assim, o Chelsea manteria a baliza inviolável.

“Era importante bater um rival direto porque, num contexto de 38 jogos, não podes ceder muitos pontos, em especial contra a concorrência direta, se queres ser campeão”, argumentou o ‘Special One’.

À data, o United de ‘Sir’ Alex Ferguson era um crónico (e poderoso) candidato ao título inglês, pelo que o Chelsea teria de sair vencedor caso quisesse assumir-se também como candidato.

“Eu defendo que é muito importante não haver uma contradição entre o que dizemos aos jogadores e os resultados dos jogos. Se dizemos que vamos ser campeões e perdemos o primeiro jogo com um rival direto, em casa, por dois ou três a zero, estamos a dar um passo atrás e não em frente”, concluiu José Mourinho.

Fonte: https://bancada.pt

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter