Mbemba é sinónimo de solidez: Porto sofre menos com congolês em campo

Contratado no início da época passada ao Newcastle, Mbemba está a viver o seu melhor período de “dragão” ao peito. A sua versatilidade tem-lhe permitido ser aposta de Sérgio Conceição na gestão do cansaço de alguns jogadores ou para colmatar algumas baixas por lesão e o internacional congolês tem respondido à altura, como o comprovam os números.

Se no total da presente temporada o FC Porto leva uma média de 0,7 golos sofridos por jogo, com Mbemba em campo essa média desde para 0,3. E este é apenas um entre vários elementos estatísticos que comprovam a consistência que o polivalente defesa de 25 anos traz ao sector mais recuado da turma “azul-e-branca”.

Segundo dados apresentados esta segunda-feira pelo jornal O JOGO, Mbemba ostenta melhor registo do Pepe e Marcano, habituais donos do centro da defesa do Porto, a nível dos  duelos aéreos ganhos, do número de intercepções conseguidas e do quantidade de alívios efetuados.

Também quando é opção para o lado direito da defesa Mbemba parece conferir mais força à retaguarda dos “dragões”. Quando comparado com as outras duas habituais opções para essa posição, Manafá e Corona, o congolês, para além de levar a melhor sobre os “rivais” em termos estatísticos no que toca  aos duelos defensivos e aos duelos aéreos ganhos, é também aquele que menos bolas perde no seu meio-campo.

Mbemba, que na passada quinta-feira representou o Congo num embate com o Gabão e que esta segunda-feira tem encontro marcado com a Gâmbia, deverá manter-se no “onze” no próximo compromisso do FC Porto, domingo, dia 24, na recepção ao Vitória de Setúbal, a contar para a quarta eliminatória da Taça de Portugal. Esta época soma um golo em dez jogos no conjunto de todas as competições.

Fonte: https://sapo.pt

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter