Ford acelera a fundo e cria equipas de eSports. Está a recrutar na Gamescom

Num palco à primeira vista improvável, a Ford revelou durante a Gamescom, o evento de videojogos que está a decorrer em Colónia, na Alemanha até ao dia 24, uma espécie de captação de talentos para fazerem parte da sua equipa de eSports. A fabricante automóvel deu-lhe o nome de Fordzilla, e está a recrutar condutores virtuais na França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido. A estas cinco equipas acrescente-se ainda uma formação internacional, composta por membros selecionados de cada uma das equipas nacionais na sua rede.

Como seria de esperar, a equipa de desportos eletrónicos da Ford irá participar em campeonatos motorizados, competindo em jogos como o Forza Motorsports 7, produzido pela Turn 10 para a Microsoft. A própria fabricante adianta que dos milhões de jogadores que jogam mensalmente este videojogo de corridas, perto de um milhão escolhe veículos Ford.

Não é a primeira vez que a Ford e a Microsoft estabelecem parcerias estratégicas. Em 2017, o grande vencedor do torneio Forza Racing Championship levou para a sua garagem um Ford Focus RS. Verdadeiro… A Ford encontra-se nesta semana na Gamescom para recrutar pilotos virtuais para as suas equipas, como se diz na gíria futebolística, está a fazer treinos de captação aos eventuais candidatos.

Segundo Roelant de Waard, vice-presidente para marketing sales & services da Ford Europa, citado pela Esports Insider, “Nós na Ford temos o pedigree das corridas que outros apenas podem invejar. Agora é tempo de pegar nesse know-how e aplicá-lo ao mundo dos eSports, capturar a imaginação de uma nova geração de pilotos virtuais, inspirá-los para conduzirem um dos nossos veículos de performance”.

Muito satisfeita com a escolha está o representante da Turn 10 Studios, Justin Osmer, senior manager do departamento de desenvolvimento de parcerias, que dá as boas-vindas à Ford na sua iniciativa de desportos eletrónicos, referindo que a sua presença introduz novas oportunidades às competições.

A entrada da Ford nas competições eletrónicas vem adicionar valor a um quadro onde já figuram outras gigantes da indústria automóvel, como a Honda, BMW e até mesmo a FIA, com eventos ligados à Fórmula 1. A própria Nissan tem mantido uma parceria com a PlayStation para o desenvolvimento da GT Academy, em que os maiores talentos das competições virtuais de Gran Turismo saltam para o volante dos bólides reais em corridas no asfalto. E os melhores seguem mesmo uma carreira motorizada ao mais alto nível, fora das consolas.

Por fim, Amko Leenarts, diretor de design da Ford Europa refere que “a distinção entre os mundos reais e virtuais está a desaparecer. Os videojogos são agora parte da cultura mainstream. Os jogadores de topo desafiam condutores profissionais na vida real e muitas das nossas atividades do dia-a-dia são gamificados, desde as apps de fitness, aos pontos de fidelização para cafés gratuitos”.

Fonte: https://sapo.pt

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter