Expulsão de sócia do Sporting gera reação

Elsa Judas confirma que só esta terça-feira recebeu a notificação relativa à expulsão de associada, anunciada no passado dia 7 de setembro pela Comissão de Fiscalização, entretanto extinta, após a tomada de posse dos novos órgãos sociais.

A advogada considera a decisão “ilegal”, lembrando que teria de ser notificada em primeiro lugar, e assinala que a decisão só está assinada por dois dos membros do órgão acima referido, Henrique Monteiro e Rita Garcia Pereira. João Duque, Paulo Santos e Luís Pinto Sousa não terão validado este documento. A jurista ainda garante que este castigo foi uma forma de “humilhação e vingança” e, por este motivo, vai recorrer.

“Desmascarem-nos, para que o atual presidente da MAG, o ilustre Rogério Alves, que vai apreciar o meu recurso, no prazo de 30 dias a contar de amanhã e que tem efeitos suspensivos. Portanto, não fui expulsa”, garantiu, no Facebook.

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter