“Eles iam perder o jogo… Perdemos nós, mas foi em campo”

Portugal

“Eles iam perder o jogo… Perdemos nós, mas foi em campo”

O USC Baltar podia ter somado três pontos ‘fáceis’ no jogo com o São Pedro Fins, por falta de comparência do adversário, mas optou por dar boleia à equipa contrária e perder… em campo.

O caso ocorreu a 5 de janeiro, para a segunda divisão distrital do Porto, mas só agora ganhou dimensão mediática, graças ao poder das redes sociais.

A comitiva do São Pedro Fins seguia para o jogo em Paredes, com o USC Baltar, quando o autocarro avariou na autoestrada, a cerca de 13 quilómetros do estádio.

“Faltava cerca de uma hora para o jogo e não iríamos conseguir chegar a tempo”, adiantou Nuno Silva, presidente da equipa maiata, em declarações ao Maisfutebol.

A mãe de um atleta, que seguia no carro particular, deu boleia a um diretor, seguindo ambos para o estádio, a fim de relatar o que estava a acontecer.

Perante o cenário de uma vitória por falta de comparência do adversário, o presidente do Baltar tomou medidas: ligou ao motorista (que é também o presidente da mesa da Assembleia Geral) e este foi buscar a equipa contrária.

“O que mais podíamos fazer? Se fosse ao contrário, gostaríamos que fizessem o mesmo”, explicou Isidro Almeida, ao mesmo jornal.

“Mandámos lá o nosso autocarro e resolvemos o problema aos homens. Iam perder o jogo… quer dizer, infelizmente perdemos nós [1-3], mas foi em campo. Além de perderem, iriam pagar uma multa por falta de comparência”, acrescentou o presidente do Baltar.

A decisão não foi unicamente do dirigente. “Desde treinadores e jogadores a diretores, todos concordámos que, a ganhar, teria de ser em campo”, insistiu Isidro Almeida.

Foi também o presidente do USC Baltar quem, no fim do encontro, pegou na própria viatura para dar boleia a três jogadores do São Pedro de Fins que não tinham como regressar.

“Um muito obrigado à instituição USC Baltar e a todas as pessoas que dignamente a representam, sem esquecer também a equipa de arbitragem liderada pelo sr. Sérgio Mesquita, que, de uma forma calma e serena, nos ajudou a entrar em jogo com a concentração necessária para desempenhar a nossa tarefa. Por tudo isto, ainda vale a pena andar no futebol”, agradeceu publicamente o São Pedro Fins, pelas redes sociais.

Fonte: https://bancada.pt

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter