Canoagem/Mundiais: Hélder Silva na final de C1 200 metros

O canoísta Hélder silva apurou-se hoje para a final de C1 200 dos mundiais da Hungria, na qual vai tentar no domingo melhorar o sexto lugar de 2018, em especialidade que saiu do programa olímpico.

“É uma pena que em Tóquio2020 já não seja olímpica, pois é uma prova muito interessante, com todos os a atletas a chegar muito juntos. Mas agora quero é pensar na final de domingo”, disse.

O GNR completou a prova em 39,76 segundos, mais 57 centésimos do que o bielorrusso Artsem Kozyr, com o iraniano Adel Mojallalimoghadam a completar o trio de apurados para a regata das medalhas.

“A final dos 200 todos sabem como é imprevisível. Nunca ganha o mesmo, pode ser que dê para alguma coisa. Arranquei bem e sei que ainda podia ter feito melhor. Não foi preciso chegar aos 100 por cento, pois controlei o segundo lugar”, admitiu.

Hélder Silva destacou as “boas sensações” que tem sentido em Szeged e ironizou pelo facto de partilhar o “quarto abençoado” com Fernando Pimenta, medalha de bronze em K1 1000.

Esta tarde, os K4 500 de Emanuel Silva, João Ribeiro, Messias Baptista e David Varela, bem com o de Joana Vasconcelos, Teresa Portela, Francisca Laia e Francisca Carvalho procuram um lugar na final, que apura os sete melhores para o Japão.

Os mundiais de canoagem reúnem um recorde de 102 países e cerca de 1.300 atletas.

Fonte: https://sapo.pt

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter