Conselho de Disciplina recusa recurso apresentado pelo Benfica

O Benfica apresentou recurso na sequência da expulsão de Lema no Clássico frente ao FC Porto e o Conselho de Disciplina da Federação divulgou um acórdão relativo a esse recurso.

Os encarnados reclamavam a falta que dá origem ao segundo cartão amarelo. No documento é possível ler-se o depoimento dos árbitros, que apontam todos para uma decisão unânime.

Fábio Veríssimo, árbitro principal, considera que: «as imagens apresentadas não conferem nenhuma análise contrária à perceção e interpretação que fiz do lance no decurso do jogo. O jogador número 25 do Benfica abordou o lance de forma extemporânea e pé alto, atingindo de forma imprudente, com um pontapé, o seu adversário no braço, quando este controlou a bola com o peito e se preparava para desenvolver uma jogada de ataque prometedor».

A restante equipa de arbitragem corrobora esta visão, inclusive Jorge Sousa, designado vídeoarbitro da partida: «Visionei o lance ocorrido aos 83’. Concordo com o juízo formulado pelo árbitro».

Assim, considera o Conselho de Disciplina que «nos termos e com os fundamentos expostos, é julgado improcedente o presente recurso hierárquico impróprio, e consequentemente é mantida a decisão recorrida». Sendo que, cabe ao clube da luz está incumbido de pagar o emolumento disciplinar de 612€

Partilhar:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter